sexta-feira, 7 de maio de 2010

NA ESCURIDÃO

Triste sina de minha cidade, bem cuidada e bem tratada em um passado não tão distante e de uns tempos para cá, maltratada e vitimada por uma política continuísta onde a aproprimação dos bens públicos é a base dos sucessivos governos.

Após oito dias, retornei à cidade hoje cedinho, vindo de minha chácara. Ao chegar, dentre várias notícias sobre os demandos e devaneios da administração local, fui informado de que a CEMAR, companhia de energia do Maranhão, havia desligado ontem o fornecimento de luz na sede da Prefeitura de Alto Parnaíba, na única quadra de esportes aqui existente e em outros prédios da municipalidade, exatamente por falta de pagamento. Em um ano e quatro meses, o atual governo municipal recebeu milhões de reais e nenhuma obra se encontra em andamento no município.

Aliás, em Alto Parnaíba inexiste qualquer obra de responsabilidade dos três níveis de governo. Até a construção do sistema de esgotos sanitários está paralisada. A mãe Dilma, do PAC, está mais para madrasta dos tempos pretéritos. A MA-006, entre Alto Parnaíba/Tasso Fragoso e Balsas, não teve qualquer manutenção desde a construção, há dez anos, e os buracos a tornam ainda mais perigosa. Enfim, triste sina que apenas o eleitor, consciente e altivo, possui condições de mudar o quadro.

Um comentário:

  1. Ei, siô, andou parado uns tempos? Bonito texto sobre seu pai.

    Abraços do Paulo Cruz

    ResponderExcluir

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias