quarta-feira, 31 de outubro de 2012

CNJ DETERMINA RETORNO DE JUIZ AO CARGO

O conselheiro Emmanoel Campelo, do Conselho Nacional de Justiça - CNJ -, deferiu liminar em 25 de outubro último determinando ao Tribunal de Justiça do Estado do Piauí o imediato retorno do juiz de direito Aderson Antonio Brito Nogueira, titular da 2ª vara da comarca de Floriano, às suas funções, afastado por sessenta dias por decisão da Corte de Justiça piauiense.

No pedido de informações ao TJPI, o conselheiro não obteve deste as respostas concretas sobre a decisão, levando-o a decidir que o "afastamento do magistrado deve ser suspenso pelo menos até que o tribunal esclareça devidamente, se desejar, os fatos que o levaram a impor a pesada decisão de afastamento do magistrado e o descumprimento do quorum".

Na defesa técnica da medida que promove junto ao CNJ, o juiz Aderson Nogueira se limitou a questionar o quorum para a drástica decisão e a prescrição da pretensão punitiva. O TJ se silenciou sobre esses fatos ante o Conselho Nacional de Justiça.

Considerado um juiz operoso, diligente, sério, probo e honesto, a decisão do Dr. Antonio Antonio Brito Nogueira em recorrer ao CNJ - o inverso, ou seja, representações contra juízes é o comum - demonstra que não receia as acusações contra si levantadas.

Com absoluta certeza, louvável a decisão do Conselho Nacional de Justiça, cuja criação é uma das decisões mais importantes tomadas pelo Congresso Nacional brasileiro após a promulgação da Constituição em 1988.

Foto: internet.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

A MORTE DA EX-PRIMEIRA DAMA RAQUEL ARAÚJO

Aos 87 anos de idade, morreu no último dia 27 de outubro, em Paraíso do Tocantins, onde passou a morar aos cuidados de uma de suas filhas de criação, a ex-primeira dama de Alto Parnaíba, no sul maranhense, em duas oportunidades, dona Raquel de Araújo Sousa, já separada do ex-prefeito e atual vice-prefeito José de Freitas Neto, o popular Zé Paraíba.

Dona Raquel possuia raízes familiares em sua cidade natal, Lizarda, no Tocantins, a 110 km de Alto Parnaíba, mas parte de sua origem vem dos fundadores de Vitória do Alto Parnaíba, hoje apenas Alto Parnaíba, já que bisneta do fundador Cândido Lustosa de Britto. Ela era prima em segundo grau de meu pai, Antonio Rocha Filho, o Rochinha, já que sua mãe era da família Araújo Brito, prima de meu avô paterno Antonio de Araújo Rocha.

Conheci dona Raquel mais de perto no final da campanha eleitoral de 2004, quando ela substituiu o marido na disputa pela prefeitura de Alto Parnaíba, obtendendo a segunda colocação. Já a sabia uma primeira-dama discreta, porém a sua inteligência e lucidez nos assuntos de administração e de natureza política me surpreenderam, especialmente a sua decisão de, eleita, surpreender os incrédulos em sua capacidade com uma administração independente e honesta. Fui seu companheiro de chapa. O equilíbrio pessoal com o qual administrou o patrimônio do casal é a demonstração dessa verdade.

Sem festas, luxos, alardes, extremamente discreta, sem cargos na municipalidade, dona Raquel toi a típica mulher de prefeito que não dava opinião pública sobre os atos do marido, no entanto não se aproveitou do poder para corromper ou se corromper de qualquer forma.

Dona Raquel não tinha filhos biológicos e criou algumas sobrinhas como filhas, como Núbia e Jesus. O nosso pesar.

Portanto, o meu registro, a minha admiração e o meu respeito pessoal por essa dama de inegável valor moral e de integridade pessoal e política irreprováveis.   

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

SUL DO MARANHÃO PODERÁ SER INCLUÍDO NA ROTA DIÁRIA DE VOOS

Segundo a imprensa maranhense, a região sul do estado poderá ser incluída na rota diária de voos comerciais, face ao turismo crescente no polo Chapada das Mesas, que recebe por ano pelo menos 650 mil pessoas. A informação foi repassada pelo secretário de turismo do Maranhão, Jura Filho, que se reuniu com o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav/MA), Guilherme Marques, no último dia 24 de outubro durante a 40ª Feira das Américas no Rio de Janeiro.

O secretário defende voos diários entre São Luís/Carolina/Balsas, o que representa uma retomada da aviação comercial diária ou semanal que existia nas décadas de 1950, 60, 70 e início dos anos 1980 em cidades estratégicas do sul maranhense, incluindo Alto Parnaíba, a 1.080 km da capital maranhense e o mais meridional município do estado.

O aeroporto municipal de Alto Parnaíba se encontra em estado de abandono face a sucessivos governos locais que desprezaram uma obra construída há muitos anos e mantida com sacrifício com recursos públicos do mesmo município. Na época, totalmente isolado do restante do Brasil, do Maranhão e do mundo - apenas a navegação pelo rio Parnaíba era o meio mais ágil de transporte e comunicações -, Alto Parnaíba teve na aviação civil brasileira um instrumento que o tornou passagem quase diária de aeronaves com destino às grandes metrópoles do país.

Mesmo que estejam previstos, no início, apenas voos diários para Balsas e Carolina, já é um sinal positivo para o turismo que precisa e deve ser também prioridade do próximo governo municipal, pois quem tem as nascentes do rio Parnaíba em seu território não precisa de cartão postal mais belo e natural a apresentar ao Brasil e ao mundo, além do agronegócio que transforma o extremo sul maranhense em um dos polos econômicos mais avançados do interior nordestino.

Fonte: O Imparcial, versão eletrônica, de 26/10/2012. 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

JÚRI EM ALTO PARNAÍBA NA PRÓXIMA SEXTA

O Tribunal do Júri da comarca de Alto Parnaíba, no extremo sul maranhense, se reunirá na próxima sexta-feira, 26 de outubro, a partir das nove horas da manhã, no plenário Vereador Homerino Segadilha, da Câmara Municipal, com o objetivo de julgar Albinato Porto Rodrigues, acusado de matar Luís Noronha de Moura, crime este ocorrido em 27 de maio de 2006, por volta das 19:30 horas no bairro São José, onde ambos moravam - o acusado permanece residindo na mesma comunidade, atualmente evangélico e após certo período preso, reintegrado ao convívio social.

Segundo o acusado Albinato Porto Rodrigues, ainda em seu interrogatório na fase de instrução do processo, ele teria agido em legítima defesa de um tio, que estaria com hora certa para ser morto pela vítima. O Ministério Público estadual maranhense tem outra versão, atribuindo ao acusado uma conduta traiçoeira e sem aparente motivo ao disparar com arma de fogo e atingir mortalmente a vítima.

O Tribunal do Júri será presidido pelo juiz de direito José Francisco de Souza Fernandes (foto), que realizará o seu primeiro julgamento popular em Alto Parnaíba, na acusação funcionará o promotor de Justiça Fernando Silva e na defesa o advogado criminalista Crisogono Rodrigues Vieira, que ante sua eleição para prefeito de Riachão, município também localizado no sul do estado, poderá ser substituído pelo também criminalista Beneditino Gomes, por sinal conselheiro da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil do Maranhão.

É um júri adiado outras vezes, bastante aguardado pela população ante a repercussão do homicídio, mesmo decorridos mais de seis anos. O Júri é uma das instituições seculares mais importantes do Direito Brasileiro, quando o próprio povo, representado por sete membros de sua sociedade, decide o destino de um membro dessa mesma sociedade. O juiz apenas preside o Tribunal e exara sentença final com base na decisão dos sete jurados.  

Fonte: Assessoria de Comunicação da CGJ/MA, responsável Marta Barros, site do TJMA de 24/10/2012.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

VEREADOR REQUER AO MP MEDIDAS REFERENTES À SEGURANÇA PÚBLICA

O pedido de providências apresentado na sessão plenária de ontem da Câmara Municipal de Santa Filomena, no sul do Piauí, de autoria do vereador José Damasceno Nogueira Filho, do PSD, foi aprovado por unanimidade. Trata-se de um requerimento ao Promotor de Justiça que responde pela comarca de Santa Filomena, no momento o Dr. Vando Marques, sugerindo que medidas judiciais sejam adotadas ante a Secretaria de Segurança Pública piauiense objetivando garantir a segurança pública adequada à comunidade do próspero município ribeirinho do rio Parnaíba, um dos grandes produtores de grãos dos cerrados brasileiros, como a nomeação de um delegado de polícia civil a trabalhar e residir na cidade, a reabertura e reestruturação do prédio da delegacia de polícia e da cadeia pública, o aumento do contigente policial militar e civil (Santa Filomena não possui um único policial civil). 

O vereador também destacou o notório crescimento do uso de drogas ilegais, vitimando especialmente os jovens. A certeza da falta de estrutura policial é um incentivo inconteste a práticas criminosas diversas, desde pequenos delitos até aqueles considerados hediondos, como o tráfico de drogas e estupro, passando pelos chamados crimes de sangue. O fechamento da secular cadeia pública faz com que presos provisórios em face de delitos de pequeno potencial ofensivo, insignificantes ou de bagatela sejam transferidos para Corrente ou mesmo para a penitenciária regional de Bom Jesus, representando, na prática, a condução de quem não possui antecedentes criminais e sequer foi processado ou condenado a uma escola de bandidos, que é a maioria dos presídios brasileiros. É uma violência contra a presunção constitucional da inocência.
A falta de delegacia de polícia e de delegado de polícia civil faz com que serviços banais, como Termos Circunstanciados de Ocorrências - TCOs - tenham que ser lavrados pelo delegado regional de Corrente. O vereador José Damasceno, reeleito em outubro, com o apoio de seus pares também destacou a importância da instalação de um quartel da Polícia Militar, mas, ao mesmo tempo, o mesmo Estado promoveu o desmonte da polícia civil e mantém o batalhão com número mínimo de policiais.

Em correspondência datada de 04 de agosto de 2012, também levei ao conhecimento do presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil do Piauí, Dr. Sigifroi Moreno, preocupação similar, solicitando-lhe providências junto ao governo do estado para sanear com a rapidez necessária essa mesma questão relativa à omissão do Estado quanto à segurança pública em um município com crescimento econômico acentuado, em franco desenvolvimento, com vasta extensão territorial e situação geográfica cujas divisas com outros municípios piauienses e com o Estado do Maranhão e a proximidade com o oeste da Bahia o tornam ainda mais vulnerável ao crime, além da própria instabilidade no campo. Tomara que os pleitos sejam ouvidos e atendidos. É questão de Estado.   

Foto: José Bonifácio Bezerra - Reprodução  - Portal GP1 - Blog Cerrados de José Bonifácio.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

UM BOM JUIZ

Costumo dizer que em meus 21 anos de advocacia não conheci qualquer juiz corrupto, desonesto, indigno. Tive o privilégio de trabalhar e conviver com bons juízes, jamais com maus juízes. Uns mais preparados, mais cordiais, mais talhados humanamente para a árdua missão de julgar a vida, a liberdade, o patrimônio de outros homens. José Américo de Almeida, estadista da Paraíba, imortalizou na célebre A Bagaceira o mandamento de que o mau juiz é o pior dos homens.

Dentre inúmeros magistrados, tive a honra e o privilégio de exercer a advocacia e conviver com maior proximidade com um deles em especial. Um magistrado correto, culto, humano, gentil, cordial, justo. Trata-se do juiz de direito Aderson Antonio Brito Nogueira, atulmente titular da segunda vara da comarca de Floriano, à margem do rio Parnaíba.

Natural de Santa Filomena, filho do escrivão de justiça e tabelião Benvindo Lustosa Nogueira e da escrevente Eliane Brito Nogueira, já no Oriente Eterno, Aderson ingressou na magistratura logo após se bacharelar em direito, e já alcançou a quarta entrância, praticamente o tôpo da carreira. De hábitos simples, voltado ao social, misturando-se com a multidão - conforme ensinava o não menos extraordinário magistrado, saudoso desembargador maranhense Aluizio Ribeiro da Silva - o juiz Aderson Antonio faz da magistradura o sacerdócio, aplicando as leis com correção, com justeza, dando ao direito a realidade das ruas. É um bom juiz.

Passando por dificuldades momentâneas, o Dr. Aderson Antonio, que leva o nome dos dois avós, Aderson Lustosa do Amaral Brito (avô por adoção) e Antonio Lustosa Nogueira -, é rigoroso sem ser arbitrário; é decente sem ser prepotente; é caridoso sem ser hipócrita. Maçom, traduz na prática do bem a fraternidade, princípio primeiro da milenar instituição; juiz e maçom, consagra a defesa da igualdade e prima pela liberdade como bem maior, ou, como vaticinava o ribeirinho do Parnaíba piauiense Evandro Lins e Silva, advogado e juiz (ministro do Supremo Tribunal Federal), um dos maiores juristas do Brasil em todos os tempos - a liberdade é a regra; a prisão é a exceção.

Tudo passa e o tempo é o senhor da razão, já diziam os grandes, como Ulysses Guimarães. A minha convicção pessoal e de operário do direito na lisura dos atos do magistrado Aderson Antonio Brito Nogueira é aboluta, e o tempo a confirmará. Tudo passa; os bons ficam. O Dr. Aderson Antonio é um bom juiz.       

Foto: José Bonifácio Bezerra - Reprodução  - Portal GP1 - Blog Cerrados de José Bonifácio.

sábado, 20 de outubro de 2012

MAIS UMA CASA QUEIMADA EM ALTO PARNAÍBA

Mais uma família de Alto Parnaíba, no extremo sul do Maranhão, perdeu o pouco que tinha no incêndio que destruiu em poucos minutos a sua casa de morada, ou casebre coberto de palhas, no residencial Santa Clara, também conhecido como Portelinha, próximo ao bairro São José.

A família de José dos Santos Trindade (Zé Boca Viva) e Isabel Noronha está sem teto. Mesmo humilde, rústico e sem o mínimo conforto que pudesse garantir alguma dignidade à sua condição humana, era a casa de residência deles. Assim como centenas de outras na cidade e no interior do município, as casas são cobertas de palha de piaçaba, com paredes de adôbe ou mesmo de palha ou talos de buriti, como piso o próprio chão, sem banheiro, com deficiência crônica no fornecimento de água potável, sem saneamento.

Em Santa Filomena, cidade do outro lado do Parnaíba piauiense, o governo municipal, na administração do ex-prefeito Ernani de Paiva Maia, e com complemento pelo atual prefeito Esdras Avelino Filho, construiu, em parceria com a Caixa Econômica Federal, quase trezentas casas populares, formando novos conjuntos habitacionais, favorecendo, acima de tudo, as famílias mais desassistidas da sociedade. No lado maranhense do Velho Monge, nenhum conjunto de casas populares foi construído, ao contrário, consta que nenhuma casa foi levantada. É uma política administrativa malvada, discriminadora, ineficiente, omissa, conservadora.

Enquanto o desenvolvimento econômico cresce, a população empobrece. Falta tudo em Alto Parnaíba nos setores mais vitais da administração pública municipal. Falta moradia, assim como faltam hospitais, postos de saúde, água potável nos bairros e na zona rural, estradas, pontes, escolas, assistência social... Falta, acima de todos os males, vergonha nos governantes, aliada a uma desumanidade e ausência completa de espírito público que castigam gerações. É o fato.

   

terça-feira, 16 de outubro de 2012

FÓRUM DE TASSO FRAGOSO SERÁ CONSTRUÍDO

Durante visita ao sul do Maranhão, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Antonio Guerreiro Júnior, garantiu a construção do prédio próprio do fórum da comarca de Tasso Fragoso, recentemente criada após o desmembramento da comarca de Alto Parnaíba. O atual prédio do fórum, mesmo localizado no centro da cidade, não foi considerado adequado para continuar a funcionar como sede do Judiciário estadual na jovem comarca pelo próprio Guerreiro Júnior.

 O presidente Guerreiro Júnior anuncia ao juiz José Figueiredo dos Anjos novo fórum para Tasso Fragoso.

O fórum de Tasso Fragoso será construído em terreno doado pela Prefeitura localizado à margem da MA-006, que liga aquela cidade a Alto Parnaíba.

Também o presidente do TJMA se comprometeu com o juiz de direito de Alto Parnaíba, José Francisco de Souza Fernandes, a fazer pequenas reformas no telhado do moderno prédio onde funciona o fórum desembargador Aluizio Ribeiro da Silva, inaugurado há pouco tempo, além da possibilidade de construção da ala destinada ao Tribunal do Júri.
 O presidente Guerreiro Júnior na posse do juiz de Alto Parnaíba, José Francisco de Souza Fernandes

O magistrado José Francisco de Souza Fernandes falou de sua meta de redução drástica do número de processos em tramitação até o final do ano, especialmente ante o término do período eleitoral, já que o acúmulo com a condução da Justiça Eleitoral na 11ª zona de Alto Parnaíba retardou um melhor andamento dos feitos.

Fonte: Site TJMA de hoje, 16/10/2012.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

CAMINHONEIRO DE BRASÍLIA MORRE NO RIO PARNAÍBA

Por volta de 2 horas da madrugada de 13 de outubro último, o caminhoneiro Wellington Ribeiro dos Santos, de 38 anos (nascido em 30 de novembro de 1973), natural de Brasília, filho de Amadeu Alves dos Santos e Eliza Ribeiro dos Santos, morreu nas águas do rio Parnaíba, enquanto tomava banho próximo ao bar da Pitica na cidade sul maranhense de Alto Parnaíba. O corpo somente foi encontrado no dia seguinte, aproximadamente às 11 horas da manhã e a cerca de 400 metros de distância, na antiga Pontinha, por duas crianças.

Segundo pessoas que acompanhavam o caminhoneiro, o mesmo estava de passagem por Alto Parnaíba transportando grãos, quando decidiu se divertir na mais meridional cidade do Maranhão, e após ingerir bebida alcóolica durante todo o dia até próximo ao horário do eventual afogamento, decidiu tomar banho no Velho Monge, desaparecendo instantaneamente nas águas do grande rio nordestino. A polícia, sob a coordenação direta do investigador José Joaquim Soares, está investigando o caso. 

sábado, 13 de outubro de 2012

DISCRIMINAÇÃO E TAPETÃO

Uma mensagem postada em uma rede social me impressionou e deixou-me preocupado. Primeiramente, pelo teor agressivo, desproporcional, desmedido, indevido, injusto e, acima de tudo, discriminatório e preconceituoso. Depois, porque partiu de uma adolescente; o mais grave: a mãe dessa adolescente anuiu, ratificou e reiterou o ódio demonstrado em cada palavra pela filha, ao invés de repreendê-la como dever de quem educa um filho.

Levantando-se contra o resultado das eleições em Alto Parnaíba, a internauta não se conteve em caluniar e difamar o candidato a prefeito vitorioso, Itamar Nunes Vieira. Não. Foi além, desferindo impropérios contra o próprio povo que a acolheu e à sua família com hospitalidade, respeito e civilidade. O crivo da mãe à agressividade injustificável é deplorável.

Alto Parnaíba é um antigo município do interior maranhense, o primeiro banhado pelo rio Parnaíba em sua margem esquerda. O seu fundador e o seu primeiro prefeito, Cândido Lustosa de Britto e Antonio Luiz do Amaral Britto, eram piauienses de Parnaguá. De lá para cá, vários prefeitos não alto-parnaibanos natos governaram o nosso município e cada qual, ao seu modo e tempo, contribuiu na construção de nossa terra, dentre os quais João Pereira Lopes, o médico Miguel de Lima Verde, Raimundo Lourival Lopes, o médico Josué de Moura Santos, Ceir Pacheco, José Soares, Raimundo Alves de Almeida, José de Freitas Neto, a médica Raimunda de Barros Costa. É a prova inconteste de que os alto-parnaibanos não são e nunca foram discriminadores ou preconceituosos em nenhum aspecto. Ao contrário, todos os brasileiros ou estrangeiros que aqui chegaram ou chegam são recebidos com apreço.

Também, tão logo o resultado do pleito foi anunciado, alguns sedentos pelo poder público, descomprometidos com o bem público, aventureiros desocupados passaram a tramar alguma possibilidade de derrotar o candidato a prefeito que venceu legítima e legalmente as eleições de 07 de outubro último. Faço questão de ressaltar que, pelo que sei e até o momento nenhum dos três adversários de Itamar Vieira na disputa pela Prefeitura anuiu com essa tentativa de golpe, respeitando a vontade soberana da maioria do eleitorado. Ganhar no tapetão, como fizeram com o saudoso governador Jackson Lago é GOLPE.

Todos que disputam uma eleição sabem da possibilidade concreta de virem a ser derrotados. Eu já perdi eleições e jamais denunciei ou me levantei contra adversários. No caso concreto, o prefeito eleito Itamar Vieira está tranquilo quanto à lisura, à moralidade e à legalidade de todos os atos da campanha. Não comprou votos, não agrediu os adversários, não fugiu em qualquer momento ao equilíbrio pessoal, conduzindo a campanha com elevado espírito público e democrático. Assim deve ser. A Justiça Eleitoral agiu com rigor e em estrita observância do direito e das leis em Alto Parnaíba, e as dúvidas e agressões dos desesperados também a atingem. É preciso prudência e respeito à vontade livre do eleitor. É assim na democracia.

      

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

ITAMAR, A ESPERANÇA

Alto-parnaibano com 55 anos de idade, agricultor e administrador rural, filho de Areolino Vieira e de Albertina Nunes Vieira, casado com dona Noemi Fonseca Moreira Nunes, pai de Letícia e Ricelly e  avô do pequeno Henrique, Itamar Nunes Vieira foi eleito ontem prefeito do município sul maranhense de Alto Parnaíba, pela coligação Agora é a Vez do Povo, integrada pelo PSB, PT, PDT, PRP e ainda com o apoio do PT do B.
Tendo por companheiro de chapa o professor e ex-presidente do sindicato dos servidores públicos municipais de Alto Parnaíba, Raimundo Nonato de França Oliveira, Itamar Vieira enfrentou uma árdua campanha contra o vísivel abuso do poder político e  do poder econômico, se defrontando com um rico empresário do agronegócio, o paranaense Rubens Sussumu Ogasawara (Rubens Japonês) e com a máquina administratriva e política a serviço do atual prefeito, Ernani Soares, que recebeu a resposta que tantas vezes, sem precisar ser profeta ou advinho eu o alertei aqui deste blog - no silêncio da cabine de votação e na arma do voto a resposta da maioria do eleitorado ao mal gestor, ao administrador que passou quase quatro anos brincando de ser prefeito como se o povo a tudo não estivesse atento e vigilante. O prefeito candidato à reeleição não venceu em uma única seção eleitoral. É o fato.

Sem ódio e sem rancor, humilde e com a capacidade rara de saber ouvir, Itamar tem tudo para ser um bom prefeito e resgatar excelentes administrações que Alto Parnaíba já teve, pois se não fosse assim, ao contrário do que dizem pessoas mal intencionadas ou mal informadas, não teríamos um município constituído e construído no decorrer de 146 anos de história. Exceções não podem ditar a regra.
A coligação liderada pelo prefeito eleito elegeu quatro dos nove vereadores, Figueiredo Gonçalves de Souza (PSB), Wladimir Brito Rocha (PDT), José Carlos de Andrade Borges, o Cal (PSB) e Maria do Socorro Rodrigues Vieira, a Socorro de Eimar, do PSB. O Partido Verde, que apoiou a ex-primeira-dama Jacione Nunes Santos (PMDB), mulher do ex-prefeito Ranieri Avelino Soares e que amargou o último lugar - a resposta das urnas é imperdoável - elegeu Rodrigo Moreira de Souza, o Guigo, Miguel Reis e Firmino Luís Brito Moreira, o Firminim. O PSB, que integrou a coligação Unidos pelo Bem, liderada pelo prefeito derrotado Ernani Soares (PSDB) obteve as outras duas cadeiras na Câmara Municipal de Alto Parnaiba a partir de 01 de janeiro de 2013, com Railon de Castro Barros, o mais votado, e Jocimar Ferreira dos Santos, os únicos vereadores reeleitos. Os atuais vereadores Elias Elton Rocha (PDT), Firmino José Brito de Amorim e Manoel Gomes Alves, o Manoel de Helena, não se candidataram à reeleição, e Marco Antonio Leite Almeida disputou a vice-prefeitura como companheiro de chapa da ex-candidata do PMDB.

 Vereador eleito Wladimir Rocha (discursando)
O PSC, cujo candidato a prefeito obteve a segunda colocação, não elegeu nenhum vereador. Com certeza, a milionária campanha não deu a importância devida aos seus candidatos ao legislativo municipal. O interesse era apenas e tão somente a Prefeitura.

Votei com convicção e o meu partido, o PDT, apoiou com plena certeza da escolha feita. Itamar Vieira é uma esperança concreta, cuja história de vida é o atestado determinante que o credencia a conduzir com honestidade, sabedoria, temperança, paz, capacidade, plenejamento e equilíbrio os destinos de nossa terra a partir de 01 de janeiro do ano que se avizinha. Eu acredito em Itamar.     


Fotos: Dhiancarlos Pacheco  

domingo, 7 de outubro de 2012

ITAMAR É O PREFEITO ELEITO DE ALTO PARNAÍBA

Enfrentando  o abuso do poder político e econômico, em campanha humilde e honesta, com projetos viáveis de governo, o candidato da coligação Agora é a Vez do Povo ITAMAR NUNES VIEIRA é o prefeito eleito de Alto Parnaíba, no extremo sul maranhense, tendo por vice o professor RAIMUNDO NONATO DE FRANÇA OLIVEIRA, derrotando o empresário paranaense Rubens Sussumu Ogasawara e deixando ainda mais para trás o atual prefeito Ernani Soares e a ex-primeira dama Jacione Santos, mulher do ex-prefeito Ranieri Soares.

É a vitória verdadeira do bem contra o mal; da dignidade contra a indecência política e administrativa. Bendita a decisão da maioria do eleitorado alto-parnaibano, sob as bênçãos do Criador.

Amanhá darei mais detalhes.

COM O POVO O SEU PRÓPRIO DESTINO

Alto Parnaíba é um município castigado pelo resultado das últimas eleições municipais, especialmente das duas últimas, onde a maioria do eleitorado optou por futuros prefeitos que fizeram da ineficiência, incapacidade, corrupção e fraqueza os atos de seus malfadados governos. Na democracia, repeita-se o resultado das urnas.

Hoje, 07 de outubro, mais uma vez o eleitorado do município sul maranhense - assim como dos demais municípios brasileiros - está escolhendo os futuros prefeito, vice-prefeito e vereadores, que deverão tomar posse em 01 de janeiro de 2013. É o momento de mais uma vez o eleitor optar, escolher livremente, votar sem paga, sem coação, sem pressão, sem ameaça ou chantagem, exercendo o sagrado direito do sufrágio sem interferências indevidas externas. É a hora de dizer sim a quem tem programa de governo, capacidade administrativa, honestidade comprovada, um brasileiro da terra alto-parnaibana que conhece cada família, cada pessoa, que veste desde o nascer a camisa e as causas de Alto Parnaíba.

Com o povo, a arma pacífica e revolucionária do voto. Com o eleitor, a serenidade no exercício do voto, a reação a quem o considera como gente apenas na eleição. Ao cidadão eleitor, que não se deixe escravizar pelas promessas falsas, pelo dinheiro, pelo esbanjamento, por candidatos conhecidos apenas pelo mal que fizeram e fazem no exercício do poder a toda a coletividade, e a um desconhecido, aventureiro, de péssimos hábitos e conduta pessoal e empresarial que faz lembrar um senhor escravista com rosto oriental.

Poucos segundos para o voto; quatro anos para o sofrimento caso a maioria pense apenas em si ou em emoções passageiras que prejudicarão a toda a comunidade.
     

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

ESBANJAMENTO E POBREZA

Logo após a passagem pelas ruas da cidade de uma carreata com muitos veículos e pouca gente, onde o abuso do poder econômico do mais rico candidato a prefeito de Alto Parnaíba, no sul do Maranhão, ficou evidenciado, n'uma clara demonstração da tentativa infrutífera de corromper o eleitorado com a propaganda da riqueza material desmedida, do fausto com pão e circo, uma casa coberta de palha ardeu em chamas, queimando móveis, utensílios, roupas, enquanto a família de dona Alice, moradora e proprietária do imóvel rústico e pobre dormia o sono dos justos, acordando para o pesadelo de perder em poucos minutos tudo o que construíu em toda uma vida.

 O incêndio nessa casa coberta de palha e com paredes de talos de buriti, sem qualquer luxo - ao contrário, absoluta miséria -, assustou os moradores do bairro São José, mais precisamente da Rua Prefeito Raimundo Alves de Almeida onde ocorreu o sinistro. Felizmente, os moradores não se feriram, restando a dor de quem tem pouco e perde tudo, em nítida contradição com o dinheiro farto, abundante, usado na tentativa de usurpação da Prefeitura Municipal, cujo governo atual não conseguiu construir uma única casa popular, outro contraste com a realidade econômica do município de Alto Parnaíba - PIB elevado; a maioria da população pobre.

Casas cobertas de palhas, como piso o próprio chão, paredes de talos de buriti, sem banheiro, sem o mínimo conforto é uma realidade cruel verificada em todos os bairros e na zona rural de Alto Parnaíba. Enquanto isso, o poder político e o poder econômico se digladiam no desespero de quem acha que o dinheiro compra consciências coletivas, achando-se acima do bem e do mal, como se o voto e a morte não igualassem todos os homens e mulheres.          

Enquanto a caravana da desumanidade passa, uma família pobre, simbolizando a maioria da população alto-parnaibana, sofre. Acima de tudo e de todos, Deus. Acima da ganância, da mentira, do esbanjamento, da ostentação, da hipocrisia e da tirania política e econômica o voto, arma das transformações urgentes que Alto Parnaíba precisa e deve promover em 07 de outubro, elegendo o único candidato saído do povo, humilde como sua gente, com uma vida decente, verdadeira e honesta. É por isso que eu voto em Itamar Vieira. Voto 40!

Fotos: Dhiancarlos Pacheco

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O POVO QUER ITAMAR PREFEITO DE ALTO PARNAÍBA

Ontem a rua ficou pequena. Centenas de pessoas tomaram literalmente a rua Gonçalves Dias por mais de três horas (de pés) aplaudindo, vibrando, gritando e cantando as músicas que simbolizam uma campanha vitoriosa do futuro prefeito de Alto Parnaíba Itamar Vieira, do vice Raimundo Nonato de França Oliveira e dos candidatos a vereador pela coligação Agora é a Vez do Povo (PSB, PT, PDT, PRP e PT do B).

 Em clima de absoluta paz, sem agressividade de qualquer natureza no palanque ou na multidão, de modo civilizado se portaram povo e os oradores que se revezaram em cada discurso consiso, objetivo, demonstrando que a coligação da oposição tem propostas concretas de governo, com planejamento, prioridades e de acordo com a realidade de nosso município.

Décio Rocha discursando e à sua direita o ex-prefeito Zé Paraíba, o candidato a vice Raimundo Nonato, Wagner Mascarenhas e Itamar Vieira.
O ponto alto do comício e de forte emoção foi o pronunciamento de um dos grandes homens de Alto Parnaíba, Wagner Mascarenhas, que, da altura de 81 anos de vida e de uma experiência humana, política e de vencedor em todas as empreitadas que enfrentou no decorrer de décadas, de forma sábia disse ao povo da necessidade básica de eleger Itamar prefeito ante a desesperança e a desilução que tomararam conta da população, especialmente dos mais humildes e necessitados nesses últimos oito anos, bem como da capacidade, humildade, honestidade e determinação de Itamar Vieira para comandar os destinos do município alto-parnaibano nos próximos quatro anos.

Wagner Mascarenhas falando ao povo. À direita, Itamar Vieira.

A multidão que ali estava era povo. Era o grito em busca da liberdade, da libertação da mentira, das promessas falsas, da famigerada e corrosiva corrupção que está destruindo o patrimônio público e as esperanças de todo um povo. As imagens dizem da grandiosidade do comício. Sem compras de votos, sem coação, sem chantagem, sem ameaça, Itamar e Raimundo Nonato conduziram uma das mais belas campanhas eleitorais que tive o privilégio de participar.
 Agora é esperar o próximo dia 07 e confiar que a maioria do nosso eleitorado confirme no voto as demonstrações que estão dando em todo o município de apoio e de intenção declarada de voto em Itamar Vieira como nosso prefeito. Vamos à vitória! É 40!    

Fotos: Dhiancarlos Pacheco

terça-feira, 2 de outubro de 2012

NA QUARTA, O ÚLTIMO COMÍCIO DE ITAMAR

Será na quarta-feira, 03 de outubro, a partir das 19 horas, em frente à residência de nosso futuro prefeito Itamar Vieira, o último comício da coligação Agora é a Vez do Povo, formada pelo PSB, PT, PDT, PRP e PT do B.

Com apoio diariamente de lideranças e de eleitores de todos os recantos do município de Alto Parnaiba, a candidatura de Itamar Vieira a prefeito se consolida, e mesmo combatendo e lutando contra o abuso do poder político e econômico por parte de adversários, Itamar e sua coligação não esmorecem, estão vigilantes e diligentes para evitar que a famigerada compra de votos, direta ou dissimulada, vicie o pleito eleitoral que se avizinha.

O atual prefeito detém o poder político, aliado à máquina de pessoal e financeira da Prefeitura. O candidato mais rico estaria arquitetando a contratação dissimulada, ilegal e imoral de mais mil pessoas, todas eleitoras, no sábado, com paga de R$ 500,00 individualmente. A Justiça Eleitoral está atenta e o atual juiz, José Francisco de Souza Fernandes, já deixou claro que não permitirá a ilegalidade, a afronta ao Estado de direito, o desrespeito à cidadania e aos eleitores de Alto Parnaíba, e para tanto conta com o reforço policial no município. Fica o alerta: O TEMPO DA COMPRA DE VOTOS EM ALTO PARNAÍBA ACABOU E NENHUMA OUTRA ELEIÇÃO SERÁ COMPRADA.

Candidato que se preze disputa no voto, no debate de ideais, no programa de governo, no conhecimento das pessoas, das famílias, do município e do seu povo. É isso que Itamar Vieira e seu vice, Raimundo Nonato Oliveira, além dos candidatos de nossa coligação a vereador, fazem. O tostão vai vencer o milhão. Deus vencerá satanás. O bom triunfará sobre o mau. O povo fará a revolução sem sangue, sem vender seu voto e sua consciência e liberdade, através da liberdade do próprio voto.

Fico o apelo a cada eleitor do 40, a cada cidadão de Alto Parnaíba: fiscalize desde já, filme, grave, fotografe, testemunhe e vamos pôr fim a essa anunciada tentativa de adversários despudorados em ganhar a eleição na marra, no dinheiro, na chantagem, na coação, na ameaça. Com um indício de prova de crime eleitoral nas mãos, procure a polícia, ou o Promotor Eleitoral ou o Juiz Eleitoral, ou mesmo a mim ou qualquer outro advogado, e denuncie o que poderá vir a prejudicar todos os brasileiros de Alto Parnaíba nos próximos longos quatro anos.

Não se esqueçam: quarta, 03 de outubro, a partir das 7 horas da noite, na Rua Gonçalves Dias, em frente à casa do futuro prefeito Itamar Vieira, o último comício do 40, de Itamar Prefeito. Participe, decida-se pelo 40 quem ainda estiver na dúvida, vista a camisa amarela da liberdade e diga não a quem considera o nosso eleitor como mercadoria, VOTANDO 40!   

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias