terça-feira, 21 de junho de 2011

APELO AO MINISTRO

A Câmara de Vereadores de Alto Parnaíba, no sul maranhense, aprovou requerimento de autoria do vereador Elias Elton do Amaral Rocha, do PDT, na sessão de ontem, 20.06, dividido em duas partes, endereçado ao ministro do Turismo Pedro Novais, deputado federal licenciado do PMDB do Maranhão, e votado em nosso município no pleito passado.

Primeiramente, os vereadores pedem o empenho do ministro para atuar junto a outros órgãos do governo federal, como o Ministério dos Transportes e a Casa Civil da Presidência da República, bem como junto à governadora Roseana Sarney, objetivando acelerar o processo para o início da construção e pavimentação do trecho da BR-235 entre a cidade de Alto Parnaíba e o Estado do Tocantins, preferencialmente, por razões históricas e culturais, através da cidade de Lizarda.

Quando de sua campanha à reeleição no ano passado, em encontro com lideranças e com a comunidade alto-parnaibana, Pedro Novais comprovou ser o primeiro subscritor da emenda ao orçamento da União, desde 2007, que garantiu recursos para a obra, já empenhada e que faltaria apenas um ofício requisitório para o início da estrada pela governadora do estado.

Essa rodovia é imprescindível ao desenvolvimento da região maranhense e piauiense do Alto Parnaíba, do próprio Tocantins e do oeste da Bahia, no chamado corredor norte de exportação, encurtando distâncias entre a nossa região, o centro oeste e o sul e sudeste do país, contribuindo ainda mais para a economia do Maranhão, já que o Porto do Itaqui, em São Luís, seria o destino final, em território nacional, para a exportação de grãos.

Na segunda parte do pedido de providências, Elias e seus colegas pedem ao ministro do Turismo o reconhecimento e a inclusão das corredeiras da Taboca, no rio Parnaíba, a 70 km de distância da cidade de Alto Parnaíba, como ponto turístico de beleza natural iningualável, com projetos que melhorem a infraestrutura, o acesso, as acomodações e a sua divulgação objetivando a vinda de mais turistas, tudo, lógico, com respeito extremo à natureza.

Vamos cobrar a posição do ministro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias