quarta-feira, 29 de junho de 2011

TRAGÉDIA E DESCASO

48 horas depois de se afogar nas águas do rio Parnaíba, foi localizado à altura do bairro Prata o corpo do jovem Israel Vieira Ramos de Andrade, de 23 anos de idade, filho de José Divino Ramos de Andrade e Elzamir Vieira de Andrade.

No domingo, por volta do meio-dia, quando fazia a travessia, a nado, do lado piauiense do Parnaíba, em Santa Filomena, para à margem maranhense, em frente à prainha onde ocorre o Verão Vivo, realizado pela Prefeitura Municipal, Israel desapareceu e segundo populares, chegou a acenar pedindo socorro. Não se sabe as razões do afogamento, até mesmo pelo fato do jovem saber nadar, e por um motivo que somente se justifica no Maranhão do atraso: o IML mais próximo fica a mais de 600 km de distância, em Imperatriz.

Gastando muito dinheiro público na promoção de festas, patrocínio de bandas para bares particulares, bebidas e outros desperdícios, a Prefeitura de Alto Parnaíba não disponibiliza um único salva-vidas para dar proteção aos banhistas, que, nesse período do ano, buscam ainda mais as águas do Parnaíba. No município não existe corpo de bombeiros e se existe defesa civil, apenas no papel. Sequer nos finais de semana, quando centenas de pessoas se deslocam para a aludida prainha, atraídas principalmente pela propaganda oficial, nenhuma ambulância, nenhum profissional para prestar primeiros socorros. Como eu disse, nem menos um salva-vidas.

Enquanto isso, para indignação geral, um jet-sky, que dizem pertencer de fato a pessoas ligadas ao governo municipal, desfilava pelas águas do grande rio, não para ajudar a preservar a segurança e a vida dos banhistas, como crianças e idosos, mas para o prazer pessoal de quem não possui o mínimo espírito público e de respeito para com o próximo, ameaçando, por sinal, a segurança dos próprios amantes do Parnaíba.

A verdade é crua. A família de um jovem no início da vida chora a sua morte trágica, quando apenas praticava esportivamente a natação. Populares ajudaram os familiares na busca pelo corpo, com a ausência, a omissão e o descaso do poder público municipal.

Para os filhos mais velhos de Alto Parnaíba, vale registrar que o jovem Israel era neto, pelo lado materno, do mestre Almir, um dos primeiros barbeiros de nossa terra, que por anos manteve um salão de corte de cabelos no antigo e demolido mercado público municipal. Agora, apenas a lembrança para a família. O resto... continua de jet-sky.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias