quinta-feira, 10 de junho de 2010

VIOLÊNCIA

No início da noite de ontem, 09.06, um homicídio brutal assustou a população da pacata cidade de Alto Parnaíba, no extremo sul maranhense, pelo inusitado do crime, não comum ao município, pela covardia e pela vítima, uma pessoa bastante conhecida na comunidade.

O fazendeiro, corretor prático de imóveis e ex-vereador Edivá Dias Vieira foi assassinado na porta de sua residência com um tiro na testa, quando saia da casa para atender um chamado.

Segundo as primeiras informações, dois homens numa mesma motocicleta chegaram em frente à casa de Edivá e perguntaram a uma criança sua enteada por ele, pedindo que o chamassem; ao sair, Edivá Vieira foi recepcionado com os dois prováveis pistoleiros e com a morte covarde.

O homicídio ocorreu na avenida Intendente Odonel Brito, no centro da cidade, aproximadamente trinta metros do edifício do fórum da Justiça, onde o juiz também mora.

Edivá Vieira era casado atualmente com a bancária do Basa, Alaíse Maria Castro Lustosa, e deixou filhos do primeiro casamento, com Luizinha Lima Vieira, e de outros relacionamentos.

Os homicidas teriam fugido. A polícia está no encalço dos bandidos. A população do município de Alto Parnaíba, distante mais de mil quilômetros da capital maranhense, clama por segurança, mais policiais, um delegado residindo na cidade, uma viatura traçada nas quatro, que possam, inclusive, ater acesso e fiscalizar uma vasta fronteira de Alto Parnaíba com os estados do Piauí, Tocantins e até Bahia, além dos municípios de Tasso Fragoso e Balsas, no mesmo estado, com vários caminhos para fuga e consequente impunidade.

Edivá Vieira foi vereador em Alto Parnaíba no mandato de 1989/1992.

2 comentários:

  1. Estou horrorizada com o que aconteceu.
    Uma cidade tão pacata e agora, demonstra uma realidade tão diferente! Lamentável!

    ResponderExcluir
  2. A certeza da impunidade dá coragem à prática de crimes como esses. A polícia não é apenas para repressão, mas para a prevenção e intimidação da prática de crimes. Espero ver ainda a minha cidade natal, Alto Parnaíba, pacata e em pleno exercício da justiça e cidadania.

    ResponderExcluir

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias