terça-feira, 11 de dezembro de 2012

ELEITOS EM ALTO PARNAÍBA SERÃO DIPLOMADOS NO PRÓXIMO 19/12

A partir das 14 horas do próximo dia 19 de dezembro, o juiz eleitoral da 11ª zona de Alto Parnaíba, José Francisco de Souza Fernandes, após apreciar e julgar as contas de campanha, cujas sentenças foram publicadas ontem, 10 de dezembro, estará presidindo em cerimônia no plenário vereador Homerino Segadilha, da Câmara de Vereadores do mais meridional dos municípios maranhenses, os eleitos pelo voto soberano e consciente da maioria do eleitorado alto-parnaibano no último 07 de outubro.

Serão diplomados o prefeito eleito Itamar Nunes Vieira, do PSB (foto acima) e o vice-prefeito eleito Raimundo Nonato de França Oliveira (PT) - na terceira voto ao lado de Itamar -, que lideraram a vitoriosa coligação Agora é a Vez do Povo, formada pelo PSB, PT, PDT e PRP, e os vereadores consagrados nas urnas Wladimir Brito Rocha (PDT) - foto abaixo -, Maria do Socorro Rodrigues Vieira (PSB), Figueiredo Gonçalves de Sousa (PSB), José Carlos de Andrade Borges, o Cal, do PSB, Firmino Luís Brito Moreira (PV), Rodrigo Moreira de Sousa, o Guigo (PV), Miguel Reis (PV), Railon de Castro Barros (PSD) e Jocimar Ferreira (PSD), e os primeiros e segundos suplentes de cada coligação ou partido.

A surpresa é que o PSC, cujo candidato a prefeito foi o segundo colocado na eleição, não elegeu nenhum vereador, enquanto o PV da última colocada conseguiu levar à Câmara Municipal três novos integrantes do legislativo. A coligação do atual prefeito somente elegeu dois vereadores, no caso os únicos reeleitos, já que os vereadores Elias Elton do Amaral Rocha (PDT), Manoel Gomes Alves, o Manoel de Helena, ex-PSD, Firmino José Brito de Amorim (PSB) e Marco Antonio Leite Almeida, este candidato a vice-prefeito, não mais concorreram à Câmara, enquanto os ainda vereadores Valdinar Ramos, o Coelho (PSD), Deusdedith Dias Ferrer (PSDB) e o presidente do legislativo e mais votado em 2008, Fernandes Almista de Souza, do PSDB, perderam a reeleição.

A diplomação é uma das fases do processo após o resultado das urnas. Primeiro a consagração ou outorga do mandato pelo povo. Depois, a diplomação pelo Poder Judiciário e por último, a posse pelo Poder Legislativo. É um dos processos mais democráticos e seguros entre todas as democracias ocidentais, consagrado pela atual Constituição do Brasil.    

Fotos: Dhiancarlos Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias