sexta-feira, 15 de julho de 2011

ÚLTIMA CUNHADA

Faleceu ontem em Brasília e será sepultada no final da tarde de hoje em Santa Filomena, no sul do Piauí, com mais de 90 anos de idade, Nazinha Lustosa, a última cunhada ainda viva de minha avó paterna, Ifigênia do Nazareth Rocha.

Tia Nazinha era casada com Moacyr Lustosa da Cunha, irmão de minha avó por parte de pai, o coronel Leopoldo Lustosa da Cunha, advogado provisionado, juiz municipal e prefeito de Santa Filomena, filho do Barão de Santa Filomena, José Lustosa da Cunha.

Como era comum na época, Nazinha vinha a ser sobrinha do próprio esposo, bem mais velho do que ela, com quem teve vários filhos, dentre os quais Antonio da Luz Lustosa (Antonio da Loto) e Raimundo Nonato Lustosa.

Portanto, também neta do Barão de Santa Filomena, o fundador do aludido município sul piauiense, tia Nazinha era descendente direta da família Lustosa da Cunha, desbravadora dessa importante e rica região do sempre maltratado Piauí - leia-se: maltratado por seus sucessivos governantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias