sábado, 3 de setembro de 2011

BIÁ E O PC do B

Em 1999, o Carlos Biá e o Corintho Rocha Júnior, após encontro em Balsas, trouxeram a um grupo de moradores de Alto Parnaíba, no sul maranhense, ávido por mudanças estruturais nos rumos da política e da administração pública no município, o PDT, nos quais me inclui. Biá foi o primeiro presidente de nossa comissão executiva definitiva.

Ao decidir fundar um outro partido político em nossa terra, Biá me comunicou. Ao se desfiliar do PDT, ele foi pessoalmente ao nosso atual presidente, Wladimir Rocha.

Esse é o Carlos Biá de sempre, que não se dobra, não trai, não esquece de suas origens de esquerda. É o Biá que no final de semana estará liderando a primeira reunião da direção local do Partido Comunista do Brasil, sem fugir aos seus ideais socialistas, coerente na defesa das causas sociais, da moralidade na gestão pública e nos interesses maiores de nossa gente.

Amigo fraterno e leal, Biá e Sandra me escolheram padrinho de batismo de seu filho Tomaz, cuja gratidão me será permanente. Homem íntegro e de caráter ilibado, criado em uma família cuja matriarca, dona Ana, sua avó, educou a todos tendo por princípio primeiro o trabalho honrado e a correção nos atos da vida, aliados à fé em Deus, Carlos Biá se tornou, no decorrer de sua trajetória, em um dos construtores de Alto Parnaíba.

A sua nova escolha é democrática e, acima de tudo, mais uma vez ele demonstra a sua coragem em inovar. Que o PC do B, Biá e seus seguidores tenham pleno êxito em prol de nosso tão sofrido torrão natal, pois apenas nós, que cá moramos, sabemos e sentimos pessoalmente as dificuldades de nossa terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias