quarta-feira, 30 de novembro de 2011

EM ALTO PARNAÍBA, MATADOURO SEM VETERINÁRIO

Por incrível que pareça, mesmo após meses da homologação do último concurso público realizado pela Prefeitura de Alto Parnaíba, no sul maranhense, o matadouro público municipal permanece sem veterinário, não tendo sido nomeado os aprovados ou classificados no aludido certame até o momento. Na última segunda-feira, o noticiário Bom Dia Brasil, da Rede Globo, exibiu matéria sobre as péssimas condições de funciomento da quase totalidade dos matadouros públicos no interior de Pernambuco, levando a coordenadora da vigilância daquele estado a sugerir o fechamamento de 240 desses matadouros, onde um dos principais problemas é a falta de veterinário, essencial para a análise dos bois abatidos e a qualidade da carne, ou seja, se o produto tem condições ou não de ser consumido pelo ser humano. Em Alto Parnaíba a situação não é diferente. Além de inexistir veterinário, a carne é transportada para os açougues em veículo que não teria condições necessárias de higienização e preservação do produto que é consumido pela maioria absoluta da população. Um outro problema crônico desde a inaguração do matadouro: a falta de saneamento e condições mínimas sanitárias para o seu funcionamento. Ali, urubús e o lixo acumulado servem de paisagem, já integrados ao local do abate da carne nossa de cada dia. As víceras são tratadas sem o mínimo de cuidado com a saúde de quem se aventura nessa tarefa nem sempre gratificante.
Em 01.02.2011, o PDT, diretório municipal de Alto Parnaíba, protocolou representação para a interposição de ação civil pública ou outras medidas administrativas e judiciais, petição assinada pelo presidente Wladimir Brito Rocha, ao Promotor de Justiça, em que denuncia os mesmos fatos aqui relatados. Não tenho notícias se alguma providência tenha sido tomada.
Fotos: Léo Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias