domingo, 4 de dezembro de 2011

ALTO PARNAÍBA PRECISA DE NOVO MATADOURO

Li agora matéria publicada no Jornal Pequeno (versão eletrônica de hoje, 04.12), noticiando que promotores do Ministério Público do Maranhão ingressaram com ação requerendo que o Judiciário obrigue uma prefeitura maranhense a construir um novo matadouro público, com instalações que obedeçam aos requisitos higiênicos e sanitários, licença junto à Secretaria do Meio Ambiente e Vigilância Sanitária estadual, registro no Ministério da Agricultura, em face de TAC - termo de ajustamento de conduta - firmado com o município com base em relatório da Vigilância Sanitária maranhense que constatou que a carne consumida pela população não é sadia. Trata-se da Prefeitura de Coroatá, que descumpriu o próprio TAC por ela firmado.
Em Alto Parnaíba, no sul maranhense, mesmo com as denúncas e reclamos diários da comunidade, o matadouro público municipal permanece sem condições mínimas de funcionamento, onde a questão sanitária e higiênica é estória de carochinha. Concretamente nenhuma medida que possa ter sido tomada surtiu efeito. O mais grave: trata-se da saúde de milhares de pessoas. Inexiste qualquer gestão do governo local que direcione a novas instalações, nomeação de veterinários, implantação permanente da fiscalização e cuidados sanitários, higiênicos, na liberação da rês bovina a ser abatida somente após exames clínicos pelo médico-veterinário e apresentação pelo proprietário de comprovantes atualizados das vacinações periódicas, como aquelas que combatem as doenças de raiva, burcelose e aftosa, dentre outros cuidados.
A Prefeitura de Alto Parnaíba, pelos gastos desnecessários que demonstra ter, pode muito bem construir um novo e moderno matadouro, essencial ao povo, com recursos próprios. É só conferir contas, gastos, cheques emitidos, contabilidade real.

FOTOS: Léo Nogueira Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque seu e-mail abaixo para receber um resumo das novas notícias